Categories: Artigos

Mais do que a preparação…

Desde os primeiros dias quando aceitamos o desafio de servir ao Senhor, ouvi do meu pastor na época, “ Vou orar por você”. Já se passaram mais de 10 anos de trabalho missionário a frente da missão e todas as vezes em que eu me encontro com ele, mesmo já não sendo meu pastor titular, ele sempre repete a mesma coisa: “Tenho orado por você e sua família todos os dias”, ou “ Já orei por você hoje”. Confesso que isso enche meu coração de alegria, pois ao longo desta caminhada tenho descoberto que são essas orações e tantas outras por pessoas queridas que decidiram sustentar nosso ministério através da intercessão missionária, que realmente são a razão pela qual continuo firme diante das dificuldades que durante esta jornada se colocaram diante de mim.

Olhando para a palavra de Deus vamos ver no exemplo do apóstolo Paulo que a oração era a força motriz de seu ministério. Paulo solicitou por inúmeras vezes das igrejas e irmãos que o acompanhavam um compromisso em oração.  Ele pede oração por intrepidez na pregação, por coragem, por portas abertas ao evangelho, pelo cumprimento da vontade de Deus em sua vida. A oração é a força motriz que impulsiona o ministério de Paulo.

É uma pena que hoje em dia nossos desafios missionários estejam muito mais relacionados ao sustento financeiro do que ao sustento em oração. As vezes nosso anseio de querer ver as coisas acontecerem mesmo no contexto da obra missionária nos leva a achar que devemos gastar mais tempo no planejamento, nos planos, nas metas e nos esquecemos do principal, do essencial.

Jesus disse: «A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara». Este versículo demonstra o equilíbrio maravilhoso que existe entre a soberania divina e a responsabilidade humana. Ele é o Senhor da seara e os campos da seara pertencem a Ele! Ele nos honra por convidar-nos fazer parte do Seu trabalho! Os missionários mais famosos a partir de Apóstolo Paulo até Hudson Taylor tem mantido este equilíbrio e entendido a importância da oração.

Jesus ensinou em Lucas 10, que os 70 deveriam ir, mas também deveriam orar para que o mesmo Deus que os enviou pudesse enviar ainda mais obreiros.

Portanto, a igreja de Jesus Cristo deve ir mas também deve orar. Ir sem orar não realizará nada de valor eterno. A Oração é FUNDAMENTAL, não somente SUPLEMENTAL, ao trabalho de Reino. Não é somente preparação para o trabalho, É O TRABALHO.